sábado, 27 de agosto de 2016

A autora da postagem de hoje é uma estudante do Ensino Médio, do 3º. Ano, Turma D, Turno Matutino, do CEEP - Centro de Estadual de Educação Profissional Isaías Alves, localizado no bairro do Barbalho, em Salvador / BA, a minha queridíssima aluna Janaína Santana. E as apresentações ficam por conta dela mesma:

"Sou baiana. Presidenta do Movimento Estudantil 28 De Março, engajada nas lutas sociais e futura historiadora, tenho predileção por biografias, dissertações de mestrado, ficção, poesia e cultivar conhecimentos tanto pela História quanto pelas ciências humanas. Brinco de fazer poesia motivada pelas obras instigantes de Vinicius de Moraes e Jorge Amado."

Brincadeira à parte, em tempos servis e sombrios, a poesia de Janaína é força e luz.

Ilumine-se!


Sou neta das bruxas queimadas
Filha da geração empoderada
Sou Pagu, Penha, Olga, Zuzu.
Ontem grito sufragista hoje brado feminista
Outro grito insiste em o meu ofuscar
É a desigualdade que grita palavras de ordem
Tentando conter a força
Que do meu sexo nada frágil escorre
Resisto, insisto digo que existo.
E como Frida jamais me Kahlo
O meu estrógeno é a kriptonita
Dos ralos pensamentos laxos desses machos.

5 comentários:

  1. Lindo! Parabéns! Me senti representada como mulher

    ResponderExcluir
  2. Nossa!!! Que surpresa agradável!!! Janaína escreve muito bem!

    ResponderExcluir
  3. Jana, não sabia que você escrevia também ^^

    ResponderExcluir
  4. Jana continue escrever é uma arte e nos empodera.Amei!

    ResponderExcluir